Dimas Roque: O Brasil não pode aceitar veto de militares, a democracia tem que avançar.

8.1.10

O Brasil não pode aceitar veto de militares, a democracia tem que avançar.

Deu na revista digital Terra Magazine, mas, o texto foi publicado originalmente no blog “O Outro Lado da Notícia”. O ex-ministro dos Direitos Humanos, Nilmário Miranda, atual presidente da Fundação Perseu Abramo, alimenta a esperança da Justiça brasileira decidir que o crime de tortura seja imprescritível. Na Argentina essa decisão foi tomada com base no Direito internacional, reconhecido pela ONU. Aqui, falta abrir os arquivos sobre a tortura. Apesar dos militares terem dificuldade em discutir a natureza do golpe militar de 1964, ele acha que os militares atuais estão incorporados à democracia e não se envolveram em violações dos direitos humanos. Nilmário Miranda considera “ridículo” se falar em revanchismo: “quando se discute justiça e liberdade não se fala em revanchismo, mas em democracia”. A Nação não pode aceitar vetos de militares, a democracia precisa avançar.

LEIA NA ÍNTEGRA.

Por Oldack Miranda. Blog Bahia de Fato.

Nenhum comentário: