11.6.09

ESPORTE x DROGAS

É hora de acordar, a droga é uma realidade cruel em muitas famílias
O CRAQUE da bola é ovacionado e embeleza os espetáculos esportivos e traz alegria. O CRAK da droga não perdoa, destrói, arruína as famílias e destrói o espetáculo.
CRAQUE e CRAK não se misturam, obrigam-se a seguir rigorosamente a lei da física em que dois corpos não podem ao mesmo tempo ocupar o mesmo lugar no espaço.
O CRAQUE é mesmo o do futebol, do futsal, do vôlei, do basquete, do handebol, é aquele que estampa os sorrisos nos rostos dos brasileiros em tardes de domingo.
Todavia, é lamentável saber que o outro “CRAK”, os das drogas, tem invadido lares e fazendo devassas em muitas famílias, destruindo vidas e corrompendo os menores. Mas, ele não perdoa idade, nem classe, nem cor, nem descendência. Ele não tem compaixão.
De certo, não é fácil resistir à curiosidade da primeira vez, entretanto no mundo de tecnologia avançada em informação, não podemos negar à nossa consciência do mal que a droga nos comete, o mal que ela causa à vida, à saúde do ser humano, aos lares.
No esporte saudável e bem aplicado encontramos a arma mais valiosa para combater e afugentar esta amaldiçoada. Reconheço que até nessa área a droga tem invadido e ocupado a mente dos maus instruídos. Por isso, é preciso conscientização da boa formação educacional familiar e escolar. Os pais precisam superar a distância com os filhos e repensar as condutas da prática educativa em casa. As escolas necessitam reciclar a didática e o comportamento dos educadores, afinal são eles, espelhos e refletem o que transmitem em sala de aula. Aos governos se faz necessário a implantação de uma educação voltada para a qualidade e não a quantidade.
É hora de acordar, a droga é uma realidade cruel em muitas famílias e a sua pode ser a próxima a ser covardemente interferida. Vamos combatê-la, vamos vencê-la com o esporte, pois ele assume importância social e política, e sem dúvida é uma ferramenta na prevenção ao consumo de droga.
Trabalhar a auto-estima, o respeito e a responsabilidade ajudará o indivíduo a dizer não às drogas e o esporte é um dos caminhos. Escola, família, amigos, estamos todos convocados a contribuir nesta luta a Associação Desportiva VITÓRIA do Mulungu, está imbuída da ferramenta adequada para colaborar com a família paulafonsina nesta luta.
Juntos venceremos!

José Nivaldo Menezes Castro (RAPOSÂO)
Presidente do Vitoria

Texto: Liga Euclidense

Um comentário:

Leandro disse...

Belo comentario meu irmão, continiue nessa luta, pois é de pessoas desse "naipe" que a sociedade precisa. abraços!
Leandro Lino